VISITANTES NO CEARÁ, BRASIL E MUNDO AFORA AO SITE MASSAPÊ INDO E VOLTANDO

25º ARTIGO: "EM CURSO, REALINHAMENTO POLÍTICO EM MASSAPÊ"


É certo que os acordos, os conchavos e as coligações que valem para uma eleição nem sempre valerão para outra. Basta ver os condomínios políticos  que disputaram as últimas eleições municipais.  Aqueles condomínios, na essência, dissiparam-se. Não são mais os mesmos para as próximas eleições e, provavelmente, também não o serão em 2016.
Convém entender como se encontram, nesta fase, as forças que se coligaram em 2012. De logo se adverte, que outro poderia ser o critério. No entanto, ante a fragilidade partidária, escolhe-se um critério mais pessoalizado, levando-se em consideração a apresentação aos massapeenses de candidatos, especialmente,  os das eleições proporcionais deste ano. Assim com base nesse critério referido visualiza-se no momento seis vertentes políticas locais.
A primeira vertente é a da situação propriamente dita sob a batuta do deputado José Albuquerque que se apresenta como candidato a deputado estadual e apóia à Câmara Federal Leônidas Cristino.
A segunda vertente seria uma situação acessória sob orientação do líder sindical Moisés Braz que se apresenta como candidato a deputado estadual e apóia à Câmara Federal Guimarães.
A terceira vertente é uma dissidência político-familiar sob o ímpeto do líder político Jacques Albuquerque que se apresenta como candidato a deputado estadual e apóia à Câmara Federal Gorete Pereira.
A quarta vertente é personificada no ex-Senador Luiz Pontes que apresenta como candidato a deputado estadual Carlos Matos e a Câmara Federal Gomes de Matos.
A quinta vertente, embora imbrincada com a anterior no apoio aos mesmos candidatos, pode ser vista de forma individualizada quando se considera a relevância político-eleitoral do ex-prefeito Nilson Frota.
A sexta vertente personifica-se no candidato derrotado a prefeito das últimas eleições Fernando Antônio Marques que, pelo menos no que no refere a deputado federal, apresenta o seu próprio candidato, Moses Rodrigues.
Condomínios, por enquanto, desfeitos. Brevemente se saberá  o tamanho de cada uma dessas vertentes. Mas de pronto já se sabe que nenhuma força individualmente considerada tem aptidão de sozinha vencer as próximas eleições. Torna-se necessário a construção de novos condomínios. Nisso se conclui: na política de Massapê, encontra-se em curso um realinhamento de forças nunca antes visto que impactará as eleições de 2016. Depois de 05 de outubro próximo nem a situação nem a oposição serão as mesmas. É a dinâmica da política!
Dr. João Tomaz Neto
        Advogado e Professor

ZEZINHO ALBUQUERQUE, VICE-GOVERNADOR!


Com a saída do vice-governador do Ceará, Domingos Filho, para assumir a vaga de Conselheiro no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), nomeado pelo governador Cid Gomes, o deputado estadual Zezinho Albuquerque, atual Presidente da Assembleia Legislativa, deverá assumir a função de Vice-Governador, como preceitua a Constituição Estadual.


O ilustre filho massapeense, Zezinho Albuquerque, assumira por duas vezes o governo do Estado - numa das ocasiões utrapassando o período de vinte dias - em decorrência das ausências de Domingos e Cid, respectivamente, quando estes tiveram que viajar para o exterior em compromissos com o Estado.

VIA FACEBOOK, CIRO GOMES PROMETE VIRADA DE CAMILO SANTANA EM 15 DIAS SOBRE EUNÍCIO


Ciro Gomes (PROS), em postagem recente em sua página pessoal no Facebook, prometeu uma reviravolta na corrida governamental do Ceará, liderada atualmente por Eunício Oliveira (PMDB).

Para o secretário de Saúde do Estado, num primeiro momento, as pesquisas de intenção de voto refletem apenas o nível de conhecimento que os eleitores têm dos candidatos e, para ilustrar seu argumento, cita o exemplo da eleição de 2012 para a Prefeitura de Fortaleza.


“Fiquem tranquilos! Nesta data, o que pesquisas revelam é apenas o nível de conhecimento dos concorrentes. Só pra dar um exemplo recente, Roberto Cláudio, atual prefeito de Fortaleza, estava, nesta data,véspera da propaganda eleitoral, em quarto lugar, com apenas 8% e Elmano [de Freitas, do PT], que foi conosco ao segundo turno, estava em quinto lugar, com apenas 6%. Isto é completamente normal pra este momento!”, escreveu.

Ciro também argumenta que, só após o inicio da propaganda eleitoral, quando as propostas são apresentadas, os eleitores têm subsídios suficientes para escolher seus representantes. Confiante na exposição no rádio e na televisão, o irmão de Cid garante uma reação de Camilo Santana em 15 dias. “Aguardem 15 dias de esclarecimento e propostas na televisão e voltaremos a conversar”, cravou.

Apesar da postura segura, vale lembrar que, num intervalo de apenas 24 horas, o secretário aumentou o tempo da virada de Camilo em cinco dias. De acordo com o jornal O Povo, ontem (18), em reunião com apoiadores do candidato petista em Maracanaú, ele garantiu que a reação de Camilo se daria em dez dias.

Na mesma postagem, Ciro Gomes questionou o crescimento patrimonial de Eunício, criticou sua ausência nos debates com candidatos ao Governo e minimizou a debandada de prefeitos para o lado do peemedebista. Segundo o irmão de Cid, parte das adesões “é pura mentira criada para criar impressão de já ganhou” e a outra parte foi conseguida à base de suborno.
Via Ceará News

EM CAMPANHA POLÍTICA ACONTECE DE TUDO, ATÉ O QUE NÃO SE ESPERA


O site Massapê Indo e Voltando, sempre atento aos movimentos culturais, sociais, políticos e até funerais; percebeu, por exemplo, que nos últimos dias – entre quarta-feira e domingo, período sinistro da morte do candidato à presidencia da República, Eduardo Campos, muita coisa aconteceu - até o que não se esperava.

Neste último domingo, o que deveria ser mais lutuoso, pareceu mais um dia de show-enterro e comício. Tudo arquitetado, provavelmente por marqueteiros de campanha, a família de Eduardo Campos foi realmente catequizada e instrumentalizada para atuar como cabo eleitoral de Marina Silva, ou do PSB.

Eduardo merecia ser mesmo reverenciado com muitas homenagens, até porque sua morte foi bastante trágica e chocante, não da forma de tanto oportunismo político e o mais rasteiro de todos os tempos vistos.

NA CORRIDA PRESIDENCIAL, DILMA LIDERA PESQUISA DATA FOLHA, SEGUIDA POR MARINA E AÉCIO

A presidente e candidata a reeleição Dilma Rousseff (PT) aparece em primeiro lugar, com 36% das intenções de voto, em pesquisa sobre a disputa pela Presidência da República, divulgada nesta segunda-feira (18), pelo Instituto Datafolha. A ex-senadora Marina Silva (PSB), possível substituta do ex-governador Eduardo Campos, morto em um acidente de avião na última quarta-feira (13), ocupa o segundo lugar com 21%. Aécio Neves (PSDB) vem logo atrás, com 20%. 

No levantamento anterior do Datafolha, realizado nos dias 15 e 16 de julho e divulgado no dia 17, Dilma tinha 36%, Aécio, 20%, e Eduardo Campos, 8%. Esta é a primeira pesquisa que inclui Marina Silva como candidada à Presidência. Apesar de ser o nome mais provável do PSB, o partido ainda não corfimou a ex-senadora como substituta de Eduardo Campos. 
 
De acordo com o resultado da pesquisa, se as eleições fossem hoje, haveria um segundo turno, entre Dilma Rousseff e Marina Silva. Se considerarmos o percentual de erro de 2 pontos, Marina e Aécio Neves ficam praticamente em empate técnico.

Na mesma pesquisa, encomendada pelo Jornal Folha de S.Paulo, 9% dos brasileiros entrevistados disseram ainda não saber em quem votar. Brancos e nulos somaram 8%.

Segundo turno
Marina Silva também ficou em situação de empate técnico com Dilma Rousseff na simulação de segundo turno. A ex-senadora ficou com 47% e Dilma com 43%. No cenário entre Dilma e Aécio, a petista tem 47%, e o tucano, 39%.

Informações DN

ACOMPANHE AQUI NO SITE, AS ÚLTIMAS IMAGENS DO ÚLTIMO ADEUS A EDUARDO CAMPOS

Veja as últimas imagens do adeus a Eduardo Campos, neste domingo (17), extraídas de o Globo. 
Filho de Eduardo Campos deita a cabeça sobre o caixão do pai durante velório
Lula e Dilma prestam as últimas homenagens a Eduardo Campos
Marina, que foi ministra do Meio Ambiente do governo Lula, recebe um abraço do ex-presidente
No fim da manhã, foram registradas mais de 100 mil pessoas no velório
A Presidente Dilma Rousseff (PT) recebe os cumprimentos do rival político Aécio Neves (PSDB) no velório de Campos
Muita gente acompanha a cerimônia de dentro do palácio. As autoridades têm dificuldade para se deslocar
Renata, viúva de Eduardo Campos, entrega o filho Miguel ao colo do ex-presidente. Ele é observado por José Serra

SOB APLAUSOS, CORPO DE CAMPOS CHEGA AO RECIFE

Os restos mortais do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos chegaram ao Recife na noite deste sábado. O avião Hércules da força aérea brasileira pousou às 23:05, trazendo o corpo de Campos e de outros quatro assessores que também morreram no acidente: Carlos Augusto Leal Filho, Alexandre Severo, Marcelo Lyra e Pedro Valadares.

As vítimas foram recebidas com aplausos por familiares, membros do partido e amigos. Os cinco filhos de Campos foram ao local, acompanhados pela mãe, Renata Campos. Ana Arraes, mãe de Campos, Guel Arraes (tio) e Marina Silva também acompanharam a chegada. Familiares das outras vítimas estão no local.

O cortejo começou por volta da meia-noite. No caminhão de Bombeiros, os três filhos mais velhos, Maria Eduarda, Pedro e João, exibiram os punhos cerrados em riste. Na lateral do veículo, uma faixa amarela trazia a frase escrita em verde "Não vamos desistir do Brasil, Eduardo Campos." Eles foram recebidos por aplausos de moradores.  

TORCIDA DO FLAMENGO É O DOBRO DOS RIVAIS JUNTOS

Em crise e há tempos na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro deste ano, o Flamengo continua tendo a maior torcida do Rio de Janeiro sem nenhuma dúvida. Uma pesquisa realizada entre os dias 17 e 20 de junho pelo “Instituto Informa” mostra que 50,4% dos habitantes do estado são rubro-negros. Os vascaínos seriam 18%, tricolores 9,4%, e alvinegros, 7,7%. Além disso, 1% dos entrevistados torcem para outros clubes, e 13,5% preferiram não opinar.
A pesquisa foi realizada com 1.281 pessoas em todo o estado do Rio e tem margem de erro de 2,74% para cima ou para baixo.

KAHOUTEK – O RETORNO ÀS ORIGENS

Idealizado em 1972 pelo padre João Batista Frota, o Conjunto Kahoutek fazia bastante sucesso por onde se apresentava. Na zona noroeste do Ceará competia apenas com outras três bandas: BR Som e Agitadores do Som (Sobral) e Ases do Planalto (Ubajara). No repertório muita MPB, rock e iê-iê-iê, para animar os jovens de bom gosto musical, além de sucessos internacionais que marcaram época. Por motivo de força maior a banda musical denominada “Conjunto Kahoutek”, como o próprio cometa que surgiu e desapareceu como um raio, se desfez muito precocemente em 1974. Mas neste curto período de existência, se apresentou por quase todas as cidades das zonas norte e noroeste do Ceará. O nome “Kahoutek” batizado pelo padre João é alusão feita a um cometa que cruzou o nosso sistema solar no início da década setenta, descoberto pelo astrônomo americano do mesmo nome. Mas o embrião da sua origem começou mesmo com uma conversa informal entre dois jovens visionários e idealistas (Luciano e Moésio), que, inspirados na banda de renome internacional The Beatles, decidiram formar o grupo musical que teve os apoios do padre João, Raimundo Lúcio, Zé Maria Azevedo dentre outros. Compunha a formação original Luciano (contrabaixo), Moésio (guitarra), Zé Walter (vocalista e guitarra solo), Macaxeira (bateria) e Waltinho Pontes (percussão). A foto acima (histórica), cedida gentilmente por Luciano Carneiro, é um flagrante dos cansativos ensaios realizados no estúdio da banda, ou melhor, do “conjunto”, que eram maestrados pelo músico instrumentista senhor Menezes. Sucederam ao Kahoutek, os conjuntos Águias do Som (senhor Menezes) e Passageiros do Tempo (Luciano Carneiro). Uma idéia vale mais que mil ações. O mundo é movido por idéias. Em bate-papo com meu amigo Kung fu, tivemos a seguinte idéia: no primeiro sábado de 2015, por ocasião da próxima edição da Tertúlia da Saudade (promovida pelo seu idealizador doutor Paulo Gilson), o Conjunto Kahoutek fará numa noite de gala, show uno e histórico, com duração de uma hora, no mesmo local da apresentação primeira (Centro Social Massapeense), com seus componentes vestidos a caráter (paletó preto). O evento será registrado em DVD, filmagem profissional com três câmeras (um patrocínio da Casa da Cultura – diretor Antonio Soares). Com o tema: “KAHOUTEK – O Retorno às Origens”, será desenvolvido um espaço temático, e o clube, literalmente se transformará num universo sideral, com show pirotécnico, estrelas e réplica do sistema solar, cenografia a partir da reprodução dos nove planetas alinhados, passagem à cada 10 minutos do cometa Kahoutek e aparições de discos voadores, que iluminarão o céu e darão um brilho todo especial naquela festiva e inesquecível noite. Serão homenageados, monsenhor João Batista Frota, senhor Menezes e o mestre de cerimonial Robério Mendes, que, ao seu estilo, impar e inconfundível, de voz aveludada, a exemplo da primeira apresentação da banda há exatamente 40 anos, o fez mais ou menos assim: 
 - Senhooooooras e senhores!!! Nesta noite engalanada, no aristocrático salão do Ceeeentro Social Massapeense, tenho a honra de apresentaaaaar: de Massapê para toda a zona norte do Ceará, o Conjuntoooooo Kaaaaaaaahoutek!!!
- Barabarabarabará, barabarabarabará, barabarabarabará, barabarabarabará...
Esquerda p/direita:Luciano, Adalberto, Macaxeira, Waltinho e Moésio.

Ferreirinha é presidente da Associação para o Desenvolvimento Cultural de Massapê Expedito Galinha D’água - CNPJ 12.833.573/0001-85
Fotógrafo: Retratista Antony
 Autor: Ferreirinha

EM RELAÇÃO À PESQUISA, LEIA A ANÁLISE POLÍTICA FEITA POR JORNALISTA DE O POVO

Pontos fracos de Tasso
Uma das fraquezas Tasso já começou a atacar em sua estratégia de campanha: o eleitorado jovem. Que era resistente a ele na época em que foi governador e, hoje, é composto por quem não viveu sua administração e, portanto, não o tem como referência. Tasso alcança 40% entre quem tem de 16 a 24 anos. Mauro tem 25%. Em situação normal, a diferença é boa. Mas a campanha está só começando e Tasso fica entre 57% e 60% em quase todas as outras faixas. 

Só volta a cair, embora em patamar maior, em outro setor que merece atenção: os mais velhos. O ex-senador tem 51% entre quem tem acima de 60 anos. Outra fraqueza velha conhecida de Tasso: o eleitorado mais escolarizado. Fica em 46% entre quem tem nível superior, contra 57% dos que têm nível fundamental. Em todos esses setores Mauro avança.

O que vale com ainda mais ênfase na faixa com renda entre cinco e 10 salários mínimos - grande parte da classe média. Nesse segmento, há o limite do empate técnico com Mauro: 36% do tucano contra 30% do candidato do Pros.

O papel da Capital
Outra dificuldade velha conhecida: Fortaleza. Nesse setor, Tasso cai, mas Mauro não avança. Fica abaixo da média estadual. Na Capital, pelo perfil do eleitorado, o fluxo de informações, pelo porte, as questões urbanas, a eleição é diferente de todo o resto do Estado. O próprio papel dos deputados e mesmo do prefeito - que influenciam grandes levas de eleitores nos demais municípios - é bastante relativizado e pulverizado. Já houve momentos em que o Tasso lançava candidatos que venciam eleições estaduais indo mal na Capital, mas em função da pífia presença adversária no Interior. Desta vez, os dois blocos têm presença forte no resto do Estado. Então, a presença em Fortaleza será determinante.

Tasso tem rejeição histórica e o governo Cid Gomes tem avaliação pior em Fortaleza. O índice de ótimo e bom é de 37%, empatado tecnicamente com o de regular (36%). E o ruim e péssimo tem seu percentual mais elevado no Estado: 23%. Na Região Metropolitana (incluindo Capital) a situação é um pouco melhor: 41% de ótimo e bom, 35% de regular e 19% de ruim e péssimo.

Tanto para governo quanto para o Senado, o fator Fortaleza será decisivo. Se alguém conseguir disparar na Capital, dificilmente perde no Estado. Nesse sentido, ganha peso o papel do prefeito Roberto Cláudio (Pros), bem como o do desgaste que venha a ter. Por enquanto, o eleitor da Capital e da Região Metropolitana se mostra mais propenso a votar nulo e dando mais peso aos candidatos dos dois menores blocos – sobretudo no caso do governo. A depender do desdobramento da campanha, de como for capitalizado esse sentimento e da habilidade dos candidatos de PSB e Psol, no caso de o cenário evoluir para um maior equilíbrio entre Eunício e Camilo, essa relativa rejeição em Fortaleza e Região metropolitana aos dois maiores blocos pode até levar a um segundo turno que, na primeira leitura, parece absolutamente improvável.

Comparações
Tasso está escaldado do resultado de 2010 e evidentemente não cantará vitória antes da hora. Até porque, curiosamente, os 35 pontos de vantagem sobre o segundo colocado são a mesma diferença que ele tinha no Datafolha antes do início da campanha de TV e rádio. Naquela época, era 59% do tucano a 24% - tanto de Eunício Oliveira (PMDB) quanto de José Pimentel (PT). Naquela ocasião, a situação de Tasso era ainda mais confortável por um fator: eram duas vagas. Não bastava um ultrapassá-lo para ele perder. Teria de ficar atrás de ambos. Agora, porém, há uma vantagem. Há quatro anos, a pesquisa Datafolha realizada antes do horário eleitoral foi feita em meados de julho. Agora quase, um mês depois, mais perto da campanha eletrônica começar. Ou seja, há menos tempo para avanço adversário.

Porém, vale para Tasso o que vale para Eunício: não se ganha eleição de véspera, muito menos antes do início do horário eleitoral, contra quem está no Governo Federal, no estadual e na Prefeitura de Fortaleza. Escrevi que essa se prenuncia a mais árdua disputa estadual na qual se envolvem os Ferreira Gomes. Falei isso sobre Camilo, mas vale ainda mais, para Mauro Filho.


Por outro lado, a pesquisa O POVO/Datafolha mostra pontos fracos de Tasso. Para projetar a continuidade da campanha, Eunício tem desempenho mais estável, enquanto o tucano tem fragilidades, algumas já históricas para ele.

SOBRE A TELEVISÃO...

O tema a seguir é direcionado aos nossos leitores fiéis, principalmente aos estudantes que adoram nossas matérias, objetos de discussões entre eles e em sala de aula, quando for o caso.

O dia 11 de agosto é dia dedicado à Televisão, cujo meio de comunicação teve primeira a transmissão em 26 de fevereiro de 1926. O escocês John Logie Baird, considerado o pai da televisão, apresentou um modelo mecânico de televisão para uma audiência de cientistas na Academia de Ciências Britânicas, em Londres, Inglaterra.
A Carta Apostólica que nomeia Clara como a padroeira da televisão cita a lenda e justifica o título com a frase “para que essa invenção (a TV) seja protegida por uma direção divina, para evitar males e promover seu uso correto”.

A televisão no Brasil
A Televisão chegou ao Brasil em 18 de setembro de 1950, quando foi inaugurada a primeira emissora brasileira, a TV Tupi, canal 4. Essa emissora também foi pioneira ao introduzir a telenovela, gênero televisivo de grande sucesso até hoje.

Quinze anos depois, é fundada a Rede Globo de Televisão que, na década de 70, assume a liderança na produção de telenovelas e torna-se imbatível na audiência. Muitas de suas novelas foram e continuam sendo exportadas para mais de 120 outros países como “O bem amado” (1973) e “A escrava Isaura”(1976), as primeiras a seguirem novos rumos.

EQUIPES DE BUSCA LOCALIZAM CARTEIRA E DOCUMENTOS DE EDUARDO CAMPOS

As equipes de busca do Corpo de Bombeiros encontraram, na manhã desta quinta-feira (14), uma carteira e documentos do canditado à Presidência da República Eduardo Campos (PSB), que faleceu após o avião em que estava cair na cidade de Santos, no litoral de São Paulo. A aeronave em que estavam o ex-governador de Pernambuco e mais seis pessoas caiu na manhã da última quarta-feira (13).

Segundo o capitão Marcos Palumbo, os objetos estavam juntos aos restos mortais que foram localizados durante uma escavação no terreno. "Às 5h10, a equipe conseguiu localizar parte de um corpo e uma carteira. Verificamos que era do candidato Eduardo Campos", anunciou Palumbo.


Ainda de acordo com o capitão do Corpo de Bombeiros, os restos mortais estão compactados na região onde caiu a aeronave, o que tem dificultado as buscas. "Foram cavados alguns metros cúbicos de terra e areia onde encontramos pedaços de fuselagem que foram destruídos no momento do impacto. Ali temos uma área que não é delimitada pelos corpos das vítimas. Eles estão bem separados. Ainda tem pedaços de corpos que são encontrados de forma aleatória. Eles estão muito compactados na terra do quintal da casa", explicou o bombeiro.


Palumbo também contou que não há uma cabine, mas partes de fuselagem misturadas a pedaços de corpos. "Existe uma área de cerca de dez metros onde estão desfiguradas as condições da cabine e dos corpos. Não tem uma peça inteira, não há um padrão de uma aeronave. Cada vez que passamos a retroescavadeira conseguimos retirar, compactado, uma parte da fuselagem e também encontramos partes dos corpos", comentou o capitão.


A área onde os bombeiros realizam o trabalho é a única que ainda não havia sido explorada pelas equipes de busca. De acordo com o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, os trabalhos prosseguem ininterruptamente até que a área seja liberada para os moradores. Cerca de 50 pessoas tiveram imóveis interditados para a realização das atividades. 
(G1)

24º ARTIGO: "O FEMINICÍDIO – UMA FORMA QUALIFICADA DE HOMICÍDIO"

O Código Penal Brasileiro (CPB) poderá contar com mais uma forma qualificada de homicídio: o feminicídio. A pena sugerida para o crime – conceituado como “forma extrema de violência de gênero que resulta na morte da mulher” – é de reclusão de 12 a 30 anos.

Nesse sentido, tramita no Senado Federal,  o  PLS 292/2013 que estabelece três circunstâncias para caracterizar o feminicídio. Em primeiro lugar, a relação íntima de afeto ou parentesco – por afinidade ou consaguinidade – entre vítima e agressor. Outra hipótese é a prática de qualquer tipo de violência sexual contra a vítima. Por fim, a mutilação ou desfiguração da vítima, antes ou após sua morte.
 A tipificação especial em comento foi recomendada pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher. O projeto também deixa claro que a aplicação da pena do feminicídio não elimina punições por demais crimes a ele associados, como o estupro por exemplo.
É de se considerar que as estatísticas registram o assassinato de 43,7 mil mulheres no país entre 2000 e 2010, 41% delas mortas em suas próprias casas, muitas por companheiros ou ex-companheiros. O aumento de 2,3 para 4,6 assassinatos por 100 mil mulheres entre 1980 e 2010 colocou o Brasil na sétima posição mundial de assassinatos de mulheres.
 A evolução dos direitos das mulheres é muito recente. O direito vai acompanhando a evolução cultural. A mulher começou a votar há 80 anos e a trabalhar fora de casa, há 50. Antes, era completamente dependente do marido. É verdade que a cultura machista da sociedade brasileira afeta julgamentos de homens que matam namoradas ou esposas.
Enfim, a importância de tipificar o feminicídio é reconhecer, na forma da lei, que mulheres estão sendo mortas pela razão de serem mulheres, expondo a fratura da desigualdade de gênero que persiste em nossa sociedade, e é social, por combater a impunidade, evitando que feminicidas sejam beneficiados por interpretações jurídicas  anacrônicas como  a famigerada tese do “crime passional”.

Dr. João Tomaz Neto
        Advogado e Professor


OS NÚMEROS DA PESQUISA DATAFOLHA PARA O GOVERNO DO CEARÁ

senador Eunício Oliveira (PMDB) lidera a primeira rodada da pesquisa O POVO/Datafolha com 47% das intenções de voto na disputa pelo Governo do Ceará na consulta estimulada. Em segundo lugar, aparece Camilo Santana (PT),candidato do governador Cid Gomes (Pros), com19%
A primeira rodada da pesquisa O POVO/Datafolha foi realizada em parceria com o jornal Folha de S. Paulo e ouviu 1.108 eleitores em 41 municípios do Ceará entre a última segunda-feira (11) e ontem. A pesquisa tem margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com os números CE-00013/2014 e BR-00356/2014.

Na pesquisa espontânea, 61% dos eleitores disseram não saber em quem vão votar. Diferentemente da pesquisa estimulada, nesse tipo de consulta não é apresentada a lista dos candidatos aos entrevistados. Por isso, a espontânea é considerada pelos analistas como a pesquisa que aponta o percentual de eleitores que tem voto mais consolidado.

Entre os concorrentes, Eunício lidera o quesito com 17% das citações. Ele é seguido por Camilo, com 7%. Apesar de não participar da disputa, o governador Cid Gomes (Pros) foi citado por 3% dos entrevistados. Eliane Novais somou 1% na espontânea; enquanto Ailton não pontuou.

Informações o Povo